Pesquisar no Abadia em foco

21/09/2018

Secima realiza atividades de educação ambiental na Primavera da Ciência

Atividades no Parque Estadual Telma Ortegal conscientizam para a preservação da fauna e da flora
Foto: Divulgação Secima
Termina nesta quinta-feira (20/9) a Primavera da Ciência. O evento, promovido pela Secima, recebeu mais de 500 crianças, adolescentes e jovens no Parque Estadual Telma Ortegal desde o dia 18 de setembro, quando teve início. O público abrange alunos dos ensinos fundamental, médio e superior dos municípios de Trindade, Abadia de Goiás e Aparecida de Goiânia.

Entre as atividades estão palestras sobre radioproteção, acidentes com produtos perigosos, programa de monitoramento da fauna nas unidades de conservação de Goiás, recursos hídricos e primeiros socorros.

Durante o roteiro de visitas, o público contempla exposições de animais vivos e empalhados e participa de exposições relacionadas com a saúde, tratando de temas como a prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s). Além disso, também faz parte do roteiro atividades ao ar livre e uma Caminhada Ecológica.

O titular da Secima, Hwaskar Fagundes, destaca a importância de se desenvolver ações de educação ambiental, principalmente junto a estudantes, que podem se tornar multiplicadores de mensagens de conscientização sobre a preservação do meio ambiente.

Césio 137

Um ponto levantado pelo coordenador da Unidade de Conservação da Secima, Thiago Cintra, é a importância de um evento como esse para levar conhecimento sobre o acidente radiológico com o Cédio-137. O evento, que tem como tema Ciência para o Meio Ambiente também atenta para a proteção da fauna e da flora.

O Parque Telma Ortegal, em Abadia de Goiás, abriga o depósito de rejeitos do acidente com o Césio-137 ocorrido em setembro de 1987, em Goiânia, considerado o maior acidente radioativo do Brasil e o maior do mundo fora de usinas nucleares. O parque fica na BR 060, próximo à cidade de Abadia de Goiás.

Criado em 1995, o objetivo geral do Parque Telma Ortegal é proporcionar à comunidade o conhecimento sobre a segurança do local. E também o conhecimento sobre a energia nuclear, suas aplicações, riscos e benefícios, além de desenvolver projetos educacionais, recreativos e científicos voltados às ações ambientais. O Parque, uma das Unidades de Conservação administradas pela Secima, tem 165,9 hectares de área.