Pesquisar no Abadia em foco

10/05/2018

Juiz rejeita ação que pedia que a privatização da Celg fosse anulada

Ação reivindicava também que o ex-governador Marconi Perillo (PSDB), o BNDES, o governo federal e a Celg fossem condenados a pagar indenização 
Fachada da presidência da Celg | Foto: Eduardo Ferreira
O juiz Jesus Crisóstomo de Almeida, da 2ª vara da Justiça Federal em Goiás. rejeitou o pedido de anulação da venda da distribuidora de energia Celg-D, proposto em ação popular por Heliomar Palhares Pedrosa e Jesus Divino Barbosa de Souza. A decisão publicada no dia 3 de maio julgou o pedido improcedente.

Além disso, foi negado o pedido de indenização ao ex-governador Marconi Perillo (PSDB), o BNDES, o governo federal e a Celg por danos causados pelos eventuais erros constantes no edital. A defesa de Marconi foi feita pelo advogado João Paulo Brzezinski.

A ação também questionava os índices de qualidade e, segundo o juiz, a melhoria do serviço virá no médio e longo prazo, na medida em que os novos investimentos forem feitos.

 do Jornal Opção