Pesquisar no Abadia em foco

08/05/2018

José Eliton apresenta a prefeitos da Região Metropolitana de Goiânia novas ações na Segurança Pública, Saúde e Educação

Com o objetivo de apresentar as novas medidas que o governo estadual adotará nas áreas de Segurança Pública, Educação e Saúde e de abrir a agenda administrativa para a renovação de parcerias com os municípios, além da esfera do programa Goiás na Frente, o governador José Eliton reuniu-se na manhã do dia (18) Abril com prefeitos da Região Metropolitana de Goiânia, no 10º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira.

A eles, antecipou cada um dos novos projetos que serão colocados em prática nas três áreas estratégicas do governo, começando pela Segurança Pública, cujo anúncio será feito amanhã. Ressaltando que a área avançou muito no governo de Marconi Perillo – a ponto de as pesquisas mostrarem que a preocupação das pessoas com a Segurança Pública caiu de 79% para 17% - José Eliton explicou que com a chegada de 2.500 novos homens, que acabam de concluir cursos de formação na Academia de Polícia, haverá um incremento da presença de policiais nas ruas. Será criado o Batalhão dos Terminais, que vai atuar principalmente no Eixo Anhanguera, garantido o policiamento 24 horas por dia. Viaturas também acompanharão os ônibus chamados “corujões”, que circulam no Eixo Anhanguera de 1 hora da madrugada até 6 da manhã. Também adiantou que as atuais viaturas policiais serão trocadas por veículos mais potentes.


No próximo dia 23, adiantou José Eliton aos prefeitos, serão apresentadas as medidas de impacto na Saúde. As duas principais são: atendimento noturno aos cidadãos em unidades como o Crer e HGG e a realização de cirurgias eletivas, cuja competência estabelecida pelo SUS fica a cargo dos municípios, mas que o Estado de Goiás vai atuar na regulação, de modo a melhorar o fluxo de atendimento aos cidadãos. Além disso, o governo vai reservar parte das vagas do projeto Jovem Cidadão para portadores de necessidades especiais. Por isso, pediu a colaboração dos prefeitos na identificação de pessoas nestas condições. “Ninguém faz nada sozinho”, justificou.

Na área da Educação, José Eliton listou a entrega de 2.500 novos computadores para as escolas da rede estadual, de um total de 16 mil. O Estado também vai atuar na preparação de alunos para o Enem e na viabilização de uma universidade virtual, nos moldes da Univesp em São Paulo, que começou com 3 mil alunos e hoje conta com 50 mil e a meta é chegar a 400 mil. Para isso, deve ser celebrado um convênio da UEG e de instituições privadas, como a Universo, e com a universidade virtual paulista. O projeto é um avanço, na avaliação do governador, porque a UEG não tem condições de estar presente fisicamente em todos os municípios do estado.

Prefeitos agradecem recursos do programa Goiás na Frente

Na reunião, os prefeitos agradeceram ao governador pelos recursos do programa Goiás na Frente e renovaram a disposição para novas parcerias. O presidente da Associação Goiana de Municípios (AGM), Paulo Sérgio de Rezende (PSDB), destacou o espírito municipalista do governador José Eliton e do ex-governador Marconi Perillo. “Nunca se fez tanto pelo municipalismo em Goiás”, afirmou.

O prefeito de Trindade, Jânio Darrot (PSDB), disseu que o governador “está de parabéns” pelas fortes parcerias com os municípios e, a exemplo do ex-governador Marconi Perillo, Eliton sabe da importância das parcerias do Estado com as administrações municipais.


Para o prefeito de Caldazinha, Edimon Borges, o governo está de mãos dadas com os municípios e o programa Goiás na Frente é exemplo disso. Ele defendeu a continuidade da integração da Região Metropolitana de Goiânia, uma vez que os problemas são comuns.

O prefeito de Goianira, Carlos Alberto Andrade, assinalou que os prefeitos são gratos ao governador pelos investimentos em seus municípios. O de Brazabrantes, Márcio Machado, observou que cada ação de um município da Região Metropolitana de Goiânia impacta no outro, por isso as decisões devem ser integradas. Ele sugeriu que o governo estadual estimule a instalação de pelo menos uma empresa em cada uma das cidades da região, como forma de evitar o “êxodo” de pessoas para Goiânia em busca de trabalho.

“Se alguma coisa está acontecendo em nosso município, em termos de obras, é por força do governo estadual”, disse o prefeito de Abadia de Goiás, Romes Gomes. Por isso, segundo ele, toda vez que visita o Palácio Pedro Ludovico Teixeira, “se sente em casa”. Gil Tavares, de Nerópolis, afirmou que o município é grato por todas as obras do governo do Estado. Para ele, é importante a continuidade das parcerias.

“O que o Goiás na Frente está fazendo em Caturaí nenhum outro governo fez”, avaliou a prefeita Divina Zago. Também o prefeito de Guapó, Colemar Cardoso, afirmou que o município, por conta das ações do governo estadual, se transformou num “grande canteiro de obras”.

Na reunião, também falaram os prefeitos Kelton Pinheiro (Bonfinópolis), Nauginel do Prado (Aragoiânia), Francisco de Morais (Goianápolis), Frederico Marques (Santo Antônio de Goiás) e Francisco Júnior (Terezópolis de Goiás), todos agradecendo ao governador pelos investimentos e adiantando que estão abertos a novas parcerias com o Estado. Apenas dois prefeitos não compareceram – Abelardo Vaz (Inhumas) e Patrícia Amaral (Nova Veneza) – ambos por problema de saúde, mas mandaram representantes.