Pesquisar no Abadia em foco

07/04/2018

Marconi retribui "carinho, confiança e amor" que sempre teve da população de São Francisco de Goiás

Após inaugurar a duplicação da GO-080 nos trechos que ligam Nerópolis a São Francisco, passando pelos municípios de Petrolina e Damolândia, o governador Marconi Perillo encerrou o dia de inaugurações pela região central do Estado entregando mais uma etapa duplicada da rodovia, de São Francisco à BR-153. De carro, percorreu também os 20 quilômetros que separam São Francisco de Jesúpolis, GO-529, rodovia que foi totalmente reconstruída.

Em São Francisco, durante concentração pública ocorrida em frente à Prefeitura, o governador também entregou as duas primeiras parcelas, no valor de R$ 166,6 mil, do programa Goiás na Frente. Recebido por integrantes da Associação das Cavalhadas de São Francisco, confessou que a duplicação da GO-080 é uma obra com a qual ele sonha há muitos anos. 

Para duplicar os 89 quilômetros entre Nerópolis e o entroncamento da GO-080 com a BR-153, o governo do Estado investiu mais de R$ 250 milhões. Marconi esclareceu que não estava inaugurando toda a extensão da rodovia porque falta 1,5 quilômetro para a conclusão da obra. 

Este pequeno trecho, que ainda falta, foi objeto de disputa judicial entre o Estado e um fazendeiro da região. Segundo o governador, o proprietário da terra por onde a rodovia passa conseguiu parar a obra na justiça e o Estado, depois de muito tempo, reverteu a decisão e pôde enfim retomar os trabalhos.

Ao lembrar que seu governo só termina em dezembro, embora esteja abrindo mão da função em razão de exigência legal da justiça eleitoral, que obriga o afastamento da função pública daquele que pretende disputar as próximas eleições, Marconi afiançou que o vice-governador Zé Eliton, que assume o governo do Estado no dia 7 próximo, "vai continuar com as obras. Os meus compromissos são os compromissos dele também".

Declarou-se feliz e agradecido por estar em São Francisco, ao recordar que o município estava entre os únicos dois em que conseguiu ser o mais votado para todos os cargos que disputou. "Das dez eleições que disputei na vida, aqui em São Francisco consegui ser o mais votado em todas", observou, lembrando que na eleição passada obteve 71,69% dos votos no município.

"Estamos aqui hoje para retribuir o carinho, a confiança e o amor que o povo daqui sempre teve comigo", destacou. No encerramento da solenidade, o governador foi homenageado por agricultores que lhe entregaram feixes de arroz colhidos da lavoura comunitária implantada pela prefeitura com o apoio do governo do Estado.

Integraram também a caravana do governador Marconi Perillo os deputados estaduais Gustavo Sebba, Gean Carlo, Nédio Leite, Talles Barreto e Júlio da Retífica; os prefeitos de Jaraguá, Ipiranga de Goiás, Jesúpolis, Corumbá de Goiás, Padre Bernardo, Vila Propicio e Santa Rosa e lideranças regionais e do Estado.

Marconi é um líder que agrega - Ao ressaltar os benefícios que São Francisco recebeu do governo do Estado apenas em sua administração, o prefeito Wilmar Ferreira destacou que R$ 500 mil serão utilizados para a construção de um centro comercial para atender a 40 confeccionistas; R$ 500 mil para a pavimentação dos setores Bela Vista e Olimpio Pedroso e outros R$ 400 mil para reforma do telhado da Escola Municipal Padre Humberto. 

"No meu conceito, o senhor é um líder e um formador de líderes, aquele que atrai pessoas porque agrega, caminha ao lado, não tem ciúmes. É o líder maior desta caminhada no Estado. Todos os prefeitos são admiradores da sua maneira de trabalhar. Parabéns pela sua determinação. O senhor tem sido a salvaguarda dos municípios, conhece todas as cidades, é democrático e municipalista", avaliou o prefeito.

Para Wilmar, o fim de governo de Marconi é "o final de governo dos sonhos de todo governante, entregando sua administração com muitas realizações".

Após presentear o governador com um capacete, símbolo do trabalho e da determinação dos homens que constroem o futuro, o prefeito anunciou que, com o incentivo da prefeitura e do governo do Estado, a lavoura comunitária da cidade estava colhendo oito alqueires de arroz para atender escolas e famílias carentes.

Do diariodegoias

Nenhum comentário:

Postar um comentário