Pesquisar no Abadia em foco

09/04/2018

Marconi Perillo lidera disputa pelo Senado, aponta pesquisa

Peesedebista tem 16,1% das intenções de voto. Lúcia Vânia (PSB) aparece em segundo lugar, com 11,7%, seguida de Jorge Kajuru (PRP) com 8,4%
Foto: Divulgação
Pesquisa Serpes/O Popular divulgada nesta segunda-feira (09) mostra que a disputa pelas duas cadeiras de Goiás no Senado Federal será acirrada. No levantamento estimulado, o o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) aparece em primeiro lugar com 16,1% das intenções de voto, seguido de Lúcia Vânia (PSB) com 11,7%.

O vereador Jorge Kajuru (PRP) aparece em terceiro lugar com 8,4%, e o ex-senador Demóstenes Torres (PTB) em quarto, com 6,1% das intenções de voto. Em seguida, estão o deputado federal João Campos (PRB) e o ex-deputado Vilmar Rocha (PSD), com 5,2% e 5,1%, respectivamente.

Na lanterna, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Chaves (MDB) tem 2,6% e o senador Wilder Morais (DEM), com 1,4%. Outros 35,3% disseram não saber em quem votar e 8,1% afirmaram que votariam nulo ou não votariam.

Marconi Perillo (PSDB) – 16,1%
Lúcia Vânia (PSB) – 11,7%
Jorge Kajuru (PRP) – 8,4%
Demóstenes Torres (PTB) – 6,1%
João Campos (PRB) -5,2%
Vilmar Rocha (PSD) – 5,1%
Pedro Chaves (MDB) – 2,6%
Wilder Morais (DEM) – 1,4%
Indecisos – 35,5%
Nulos/ Abstenção – 8,1%

A pesquisa ouviu 801 eleitores entre os dias 30 de março e 5 de abril de 2018. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos.Como o Senado este ano tem duas vagas, os entrevistados puderam escolher dois nomes na simulação. O nome do ex-secretário de Planejamento de Goiânia, Agenor Mariano (MDB), não aparece no levantamento porque ele anunciou sua pré-candidatura depois do registro da pesquisa o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), realizado no dia 29 de março.

Espontânea

Na espontânea, Marconi continua na liderança, mas com apenas 4,7% das intenções de voto. Lúcia Vânia aparece em segundo, com 2%; Kajuru tem 1,7%; Demóstenes,1,2%; e João Campos, 1,1%; Pedro Chaves tem 0,5% e Vilmar, 0,4%. Os indecisos somam 82% e 5,8% afirmaram que vão anular o voto ou não vão votar.

Rejeição

Marconi Periloo (PSDB) também lidera os índices de rejeição. Quando questionados sobre qual pré-candidato não votaria de jeito nenhum, 34% responderam o ex-governador e 33% o ex-senador, Demóstenes Torres (PTB), e 21,6 % em Jorge Kajuru (PRP). O ex-deputado federal Vilmar Rocha (PSD) é o quarto mais rejeitado, com 20,2%, seguido pela senadora Lúcia Vânia (PSB), com 19,6%, e do deputado federal João Campos (PRB) tem 18,9%. O senador Wilder Morais (DEM) tem 17,1%, e o deputado Pedro Chaves (MDB) é o menos rejeitado, com 16,9%. Outros 29,7% afirmaram que não rejeitam nenhum dos pré-candidatos e 7,2% não responderam.

Metodologia

A pesquisa foi realizada pelo instituto Serpes Pesquisas de Opinião e Mercado Ltda, contratada pelo grupo Jaime Câmara e Irmãos e publicada no Jornal O Popular na edição desta segunda-feira, 9 de abril. O levantamento foi feito entre os dias 30 de março e 5 de abril, foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo número BR-07829/2018 e no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo número GO-05562/2018 no dia 29 de março de 2018. 801 eleitores foram ouvidos nas regiões de Goiânia, Inhumas, Nerópolis, Anápolis, Goianápolis, Guapó, Senador Canedo, Aparecida de Goianésia, Porangatu, Uruana, Ceres, Abadiânia, Luziânia, Novo Gama, Formosa, Simolândia, Águas Lindas, Piracanjuba, Ipameri, Catalão, Morrinhos, Itumbiara, Santa Helena, Rio Verde, Jataí, Caçu, São Luís de Montes Belos, Iporá, Vila Boa de Goiás e Faina. A margem de erro é de 3,5% percentuais para mais ou para menos.

Do Mais Goiás Com informações do jornal O Popular