Pesquisar no Abadia em foco

24/10/2017

Luto na imprensa: Jornalismo de Mato Grosso perde Gonçalo José Fernandes, o Jê Fernandes


Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto
O jornalista Gonçalo José Fernandes, o famoso "Jê Fernandes", faleceu na madrugada de hoje, 24, após complicações de saúde em decorrência de uma embolia pulmonar e encontrava-se internado na última semana em um hospital particular da capital. Jê, possuía vasta experiência na Comunicação Social. Atuou como editor no jornais Diário de Cuiabá, no extinto Estado de Mato Grosso e fundou o Jornal do Ônibus. Profissional garibado, ele também desempenhou papel significativo, Trabalhou no jornais 'A Luta Democrática' (Rio de Janeiro), Panfleto Brasil Oeste (Cuiabá), do Brasil e ainda nas revistas Veja, Placar, Almanaques, Exame e Escola. Militou na fundação da Rádio Industrial e perante ao Grupo Futurista de Comunicação, um legado da família Campos.

Jê desempenhou papel fundamental na defesa das prerrogativas dos profissionais da comunicação em Mato Grosso e integrou a primeira chapa de direção do Sindicato, ladeado por José Eduardo dos Espírito Santo (presidente) e João Pereira Marinho Filho (secretário-geral), ambos também já falecidos. Jê atuava como tesoureiro. Ainda não há informações sobre local de velório e sepultamento. O Olhar Direto lamenta a perda do profissional e amigo.

Jê Fernandes deixa a esposa Natércia Fernandes, a professora Nati, e o seu filho Thiago Neruda Fernandes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário