Pesquisar no Abadia em foco

17/08/2017

Polícia Civil de Inhumas fecha laboratório de medicamentos ilegais

A Polícia de Inhumas, sob o comando do Delegado Humberto Teófillo, fechou na data de ontem (16/08) um laboratório clandestino de medicamentos localizado nesta urbe, bem como prendeu em flagrante delito o proprietário, Rômulo Gonçalves de Morais, por infringir em tese, o art 273, § 1°- B, inciso V do Código Penal.

A PC empreendeu um trabalho de inteligência que teve duração de 06 (seis) meses, e na data de ontem surpreendeu em flagrante delito Rômulo, bem como fez a apreensão de mais de 50 mil comprimidos supostamente de diclofenaco (resodic 50 mg).

Constatou – se que os medicamentos eram adquiridos de forma ilegal, sem notas ficais e posteriormente eram reembalados e postos novamente em circulação. Além disso a medicação apreendida teve anteriormente sua comercialização proibida pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

As investigações indicam que o autuado estaria utilizando os anti-inflamatórios misturados a produtos naturais, causando assim danos aos consumidores e a saúde pública.

Rômulo Gonçalves já responde por tráfico de drogas e por receptação, assim como foi indiciado em ocasião anterior por manter uma farmácia clandestina de produtos naturais que não possuía cadastro na ANVISA.

FONTE: DELEGACIA DE POLÍCIA CIVIL DE INHUMAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário